O governo panamiano anunciou que a partir de dia 17 de agosto, os panamianos e os residentes no Panamá que se encontram no estrangeiro poderão voltar ao país em voos comerciais, desde que tenham um teste PCR negativo ao COVID-19 realizado nas 48h antes da chegada e cumpram uma quarentena após o regresso.

A partir do dia 24 de agosto, é eliminada a restrição de saída limitada ao último número de cédula ou passaporte, mas mantém-se a limitação por dia e género.

Assim, as mulheres poderão sair às segundas, quartas e sextas, e os homens às terças, quintas e sábados, entre as 5h00 e as 19h00. Domingo será dia de quarentena total. Entre as 19h00 e as 05h00 estará vigente um recolher obrigatório.

As crianças passam a poder sair acompanhadas por um adulto, no dia que lhes corresponde segundo o seu género. Deve aplicar-se a mesma regra a passeios com animais de estimação.

É autorizada a prática de desportos que não envolvem contacto físico, como golfe, ténis, ciclismo, patinagem, entre outros, desde que se use máscara e sejam respeitados os protocolos de saúde.

As províncias de Bocas del Toro, Chiriquí e Colón mantêm as restrições ainda vigentes, ou seja, limitação de saída por género e último número cédula/passaporte e recolher obrigatório noturno nos dias de semana e durante todo o fim-de-semana (das 19h de sexta às 05h de segunda).

Foram também comunicadas algumas medidas de reabertura da economia, que estão sujeitas ao cumprimento de protocolos sanitários:

- o comércio a retalho volta a funcionar, mas apenas na modalidade de venda digital, não sendo permitida a entrada de pessoas no interior das lojas, devendo as entregas ser feitas ao domicílio ou na entrada dos estabelecimentos (17 de Agosto);

- os cabeleireiros e as barbearias poderão reabrir, mas apenas com metade da lotação e com marcação prévia (17 de Agosto);

- venda de automóveis (17 de Agosto);

- operação das ONG (17 de Agosto);

- imobiliárias (24 de Agosto);

- comércio grossista, bem como as empresas distribuidoras de bens não alimentares, como roupa, têxteis e cosméticos (24 de Agosto).

  • Partilhe